segunda-feira, 24 de outubro de 2011

O que é um grande amor???!!!


Ultimamente ouço e vejo pessoas dizendo que estão em busca de um grande amor. E o mais interessante é que existem tantas pessoas solteiras nessa procura que não tem fim!!! Infelizmente o que se vê por aí é uma idealização de algo que está longe de existir. As novelas pintam com cores fortes os encontros ideais e parece que todos estão comprando esse modelo vendido de forma tão barata! Tudo que precisa dar certo nasce pequeno, ou melhor precisa ser um embrião, sobretudo no início. Quando nasce grande é deformado, tem alguma anomalia! As histórias de amor verdadeiras, reais e bem sucedidas geralmente nasceram de um conhecimento mútuo e duradouro, construído pacientemente. E, via de regra, esses relacionamentos dão frutos de alegria, de paz e num lar onde o que predomina é a tranquilidade, a compreensão e a construção diária um do outro. Uma das coisas também que tem acontecido com recorrência é que pessoas maduras acham que terão um amor semelhante aos adolescentes. O jovem que se apaixona, está cheio de sonhos, não viveu quase nada da vida e o amor pra ele, normalmente, faz parte desse mundo! Para o adulto não! Ocorreu uma mudança no seu emocional, nas suas expectativas da vida e mesmo com sua capacidade de sonhar intacta, ela também se transformou, a sua realidade é outra e por isso a sua capacidade de amar precisa ser o da construção desse amor. Mas o que se vê por aí é justamente o contrário. A paixão que as pessoas anseiam sentir é confundida com o desejo de amar! A paixão tem a sua importância numa relação, mas até ela, na vida adulta é diferente e precisa ser entendida, não mais como uma paixão adolescente, mas é uma pessoa com uma história de vida que a está vivendo! Então creio que um grande amor é aquele construído com maturidade, com vontade de dar certo, com paciência para conhecer e se dar a conhecer, coisa que demanda tempo e, principalmente vontade de amar e de ser grandemente amado! Um beijo no coração

sábado, 22 de outubro de 2011

Não se Perturbe o vosso coração!


A ansiedade é um sentimento que uma hora ou outra chega na vida de todo mundo, não é mesmo? É algo que toma conta de nossas emoções e uma realidade humana da qual ninguém está a salvo! Situações de insegurança, normalmente, são a raiz de toda ansiedade que desestabiliza, tira a paz, angustia! E o mais interessante é que ela está sempre relacionada ao futuro! Seja ele profissional, como por exemplo os que vão fazer o vestibular ou o enem ou ainda a um concurso público! Os que ficam desempregados e insistentemente buscam se inserir novamente no mercado de trabalho e demoram a encontrá-lo. Os que descobrem uma doença e, até saber do que se trata de fato, é tomado por uma ansiedade horrível! E também na vida afetiva. O mais interessante na vida afetiva é que a ansiedade se manifesta quando a pessoa está só ou acompanhada. Explico! Se ela está só, vive na expectativa do encontro, na idealização de quem pode chegar ou não! Se está acompanhada, vive a se perguntar se vai dar certo, se a compatibilidade será suficiente para levar a um relacionamento duradouro, se vão envelhecer juntos, se um vai fazer o outro feliz e por aí vai! E tem gente que busca atenuar essa vilã de várias maneiras. Comendo excessivamente, ou adquirindo vícios, ou ainda encontrando na tristeza a sua companhia preferida.
Mas é importante saber que diante de toda insegurança existe a Segurança por excelência! E é n'Ele que se deve buscar todo e qualquer alívio que inquiete a nossa alma. Pois a sua Palavra diz: "Não se turbe o vosso coração, crede em Deus, crede também em Mim!" E isso precisa ser proclamado, seja em que circunstância for! Um beijo no coração!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

A fé que alimenta!


A fé é algo de extremo mistério em nossa vida, pois nem sabemos exatamente porque a temos, mas trazemos como um tesouro em nosso coração essa maravilha de Deus dentro de nós! Claro que para que ela seja uma realidade é necessário que haja um objeto e, no caso de nós cristãos, o Principal objeto é o Deus de Jesus Cristo. Sou tão grata ao Senhor por ter plantado a fé em mim, pois quando me encontro numa situação inesperada, numa circunstância que não calculei é no Deus de minha salvação que encontro o consolo, alento e paz! Existem pessoas que respaldadas em algumas filosofias ou filósofos puseram à disposição a sua fé, achando que estava se alienando. Quero lhe dizer que Deus não aliena ninguém! Não nos cega para as realidades sociais difíceis que nos encontramos desde ha muito tempo! Não posso culpar a Deus pela fome na África, porque a vontade de Deus é que os grandes capitalistas dividam suas riquezas com essas pessoas e não acumulem, gerando nos que tem menos fé uma desconfiança desse Deus ou até mesmo O culpando da miséria existente. Não posso culpar a Deus também da violência que assola a nossa sociedade, se a raiz de tudo isso também se encontra na acumulação, na pobreza e na corrupção, ou seja o ser humano é responsável por tudo isso. Não posso fazer de Deus um bode expiatório de pecados que são da humanidade. Uma humanidade gananciosa, egoísta e corrupta! A minha fé reconhece um Deus lindo e maravilhoso que planta no coração humano a misericórdia e a partilha. Mas as pessoas preferem dar as costas a essas inspirações sendo muito mais fácil responsabilizá-Lo por esses desmandos. Não troco minha fé, por nada nessa vida, nem na morte, pois as novidades que o Senhor tem para mim, "olhos nenhum viram, ouvidos nenhum ouviram, nem coração algum sentiu!" Um beijo no coração.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Violência, algo natural?


A violência tem se tornado algo tão natural na nossa sociedade, que as pessoas nem se impressionam mais quando escutam determinadas notícias em que a tônica é violenta! Hoje eu estava num lugar público onde uma rádio local estava noticiando que uma moça tinha sido assaltada à mão armada e levaram sua bolsa, onde continham seus pertences, além de tentarem um ato homicida. À medida que eu ouvia aquilo, ia ficando assustada e recebia com grande indignação aquelas palavras inquietantes. Mas o que me chamou a atenção mesmo, é que ninguém tinha expressão nenhuma diante do que era dito. Os que conversavam, continuavam suas histórias, outros absortos em seus pensamentos e a vida seguindo.
A regressão do ser humano está se tornado natural. Sim! Agir com naturalidade diante da violência não é só bestialização de quem a comete. Parece que só nos incomodamos quando ela bate à nossa porta! "Até então, não tem nada a ver comigo e provavelmente ela nunca me atingirá!" Pensam os mais otimistas ou egoístas, como queira! Estou pasma e incomodada com a maneira com que se está agindo diante dessa crescente violência, que nos faz prisioneiros em nossas casas, fazem pessoas repensarem o desejo de ter filhos, até porque colocar mais uma pessoa nesse mundo, realmente, precisa-se pensar não só duas vezes, mas, mais que isso! Precisamos pedir ao Deus da Paz que nos ilumine para que busquemos e exijamos das autoridades a erradicação da violência no nosso País, pois não merecemos conviver com o medo cada vez que pisamos fora de nossas casas, ou até mesmo dentro delas! Um beijo no coração.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Beleza e bondade, um casamento perfeito!


Surgiu em mim esses dias o desejo de falar sobre a beleza! A beleza é tão presente no nosso dia-a-dia, pois é algo que todo mundo quer ter como companhia! Por mais que nem todos façam parte do ideal de beleza, ninguém quer se sentir feio! E atualmente com a valorização de uma sociedade da imagem, percebe-se mais nitidamente esse desejo. Mais é necessário atentar para a beleza que vai além do estético! Existe uma beleza que os olhos não conseguem ver, e Antoine de Saint-Exupery disse isso no início do século XX com o seu Pequeno Príncipe, ao afirmar que "o essencial é invisível aos olhos: só se vê bem com o coração!" Por mais que Vinícius de Moraes, depois, tenha dito que "...beleza é fundamental", a essência é muito mais que o fundamento! É claro que não estou fazendo apologia à feiura. Mas acredito piamente numa beleza que pode ser cultivada, regada e alimentada por um coração bom! Beleza e bondade precisam andar juntas para se complementarem! Você já deve ter ouvido essa expressão: "bonitinha e ordinária", não é verdade? E quando nos deparamos com uma pessoa assim, normalmente essa beleza não nos encanta! Hoje muitos fazem intervenções cirúrgicas para ficar mais bonitos fisicamente, mais não existe a plástica para a alma! Não nego que a estética seja algo que me fascina, mais também preciso afirmar que um coração bom é algo que persigo insistentemente, pois dessa forma terei a verdadeira beleza! Um beijo no coração.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A arte e sua beleza inebriante!


A arte é uma das coisas mais belas que se possa contemplar em nossa dimensão humana! Creio que ela foi criada por Deus, pois inebria a alma de quem se deixa tocar, de quem a aprecia. Hoje pude sentir isso quando fui assistir a aula pública, do Colégio Oficina, denominado Oficina in Concert, onde todos os alunos se envolvem num projeto de construção textual e de pesquisa. Há toda uma trajetória e a culminância é com essa apresentação que aconteceu hoje.
Voltando à arte, o que me encanta é a capacidade dela se dizer de várias formas, seja através da poesia, pintura, cinema, literatura, dança, música, etc. No Oficina in Concert ela se disse, contando a história da música no Brasil, de sua identidade e diversidade, através da dança.
Quando penso que Bethoven mesmo depois de surdo continuava a compor, ou melhor, passou a compor suas melhores sinfonias, não se pode atribuir isso simplesmente à sua genialidade. O Senhor deu esse dom a este brilhante compositor. Pe. Zezinho em uma de suas canções afirma que Deus é amor e é cantor, pois a arte expressa através da música faz com que sejamos embalados por ela e muitas vezes nos faz entrar na Presença Senhor, que fez esse mundo com tanta maestria, beleza e canções! Sentimentos bons ou ruins podem ser despertados através da música em nosso ser. Por isso temos tanta necessidade dela.
Que a beleza da arte desperte em nós o desejo de ver a Deus através dela todos os dias em todas as suas dimenções, pois só assim nos tornaremos seres mais sensíveis. Um beijo no coração!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Perdão, vitamina para a alma!


Uma das coisas que mais alivia a alma do ser humano é o perdão! Mas encontramos tantas pessoas rancorosas ao longo do caminho. Fico tão triste quando me deparo com alguém que guarda no coração por anos e anos sentimentos negativos a respeito de outrem.
O mais interessante é que dentre os seres vivos, o único que tem consciência da morte e que tem necessidade de perdão é o humano! No reino animal irracional, o que prevalece são os instintos! No ser humano não! No amor ele pode agir da maneira mais romântica e sublime, basta escolher isso para si!
Nos relacionamentos interpessoais não existe perfeição. Há sempre uma discordância, uma palavra mal dita, outra mal ouvida e isso vai causando algumas feridas que, se não curadas, vão se transformando em rancores. As pessoas normalmente exigem umas das outras sentimentos nobres, mas não se disponibilizam a isso! O perdão trás em si uma nobreza que só os fortes podem ter. Só que ninguém nasce forte! Mas existe a possibilidade de se tornar, à medida que gestos como o perdão vão sendo a vitamina da alma para esse fortalecimento. Tem gente que se esconde atrás do clichê: "não é fácil perdoar!" Pode não ser fácil, mas é possível! É preciso se dizer: sou eu que posso viabilizar essa possibilidade, senão corro o risco de ser um fraco e melindroso a vida inteira. E não é esse o sonho de Deus para mim!
Um beijo no coração!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O perigo do moralismo!!


Se há uma coisa que faz com que as pessoas não se aproximem uma das outras é o moralismo! Para cultivar o outro é necessário se deixar tocar, não se fechar nas suas convicções, ir e acolher independente de se concordar no que o outro acredita ou não! O moralismo é preconceituoso e cria uma espécie de casulo ao redor de quem vive assim! E quando tomamos uma postura dessa natureza, não conquistamos ninguém, a antipatia da a tônica nas relações e facilmente uma pessoa assim se torna juiz das atitudes alheias, condenando-as na maioria das vezes. O moralista impõe aquilo que ele diz acreditar, mas normalmente vive transvestido de uma hipocrisia que ele mesmo desconhece a dimensão. Várias passagens da vida de Jesus mostra um Deus que se aproximava das pessoas sem preconceitos, fazendo-as conhecer uma realidade em que primeiro elas experimentassem a sua misericórdia. Jesus não impunha nada a ninguém, simplesmente as amava, as acolhia. É muito mais fácil ser moralista do que amar e acolher! A vida precisa ser assumida com leveza! É claro que é necessário cultivar valores fundamentais para viver com integridade, ter Alguém em que se precise acreditar, buscar honestidade em tudo que se faz, mais eu não tenho o direito de impor pesos a ninguém nesta vida, mas cultivar um coração que ama e acolhe.
Um beijo no coração.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

É melhor ser alegre que ser triste!!!


"É melhor ser alegre, que ser triste a alegria é a melhor coisa que existe..." Começo hoje a escrever com essa frase de uma música de Vinícius de Moraes, pois a todo momento o convite que se apresenta à gente é viver a tristeza. Parece até que a tristeza é melhor que a alegria. Quando ligamos a tv, é difícil não se entristecer com os desmandos que a sociedade tem vivido, através da violência, sejam a adultos ou a crianças, ou ainda na política e na economia. Esses dias mesmo, estamos vivendo um Brasil em greve nas mais diversas instituições. Significa que nossos trabalhadores estão insatisfeitos com a política salarial, com a priorização do esporte e a relativização da vida das pessoas. Os políticos estão brincando com a vida do nosso povo. Estão tratando-os como se fossem nada, gerando revolta que se traduz em tristeza.
O futebol é um dos esportes que mais alegra o brasileiro, mas trazer a copa para o nosso país tem se tornado um pesadelo. E aí você me pergunta: como ser alegre diante de tanta frustração, de tanta miséria, violência, dor etc... E eu lhe respondo. Não se pode esperar apenas de realidades humanas para ser alegre. Nem tampouco vir de fora para dentro. Só um coração que busca a Deus, que ora, que chora, que adora pode viver a alegria. Pois ela não é um estado, mas um ser! Independente das dificuldades e problemas vividos, o sorriso se esconde por algum tempo (pouco), mas logo volta e contagia a todos que estão à volta da pessoa que o trás. Não espere que as realidades deste mundo lhe traga alegria duradoura, senão você viverá abatido a vida inteira. Mas a procure numa realidade mais profunda e consoladora. Um beijo no coração!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Ternura, uma qualidade em extinção!


Vivemos num mundo que cada dia é mais agressivo, desaforado, mal educado. Onde as pessoas preferem ser ásperas, distantes e azedas umas com as outras. E o que vemos é que todos estão se acostumando com isso! Esses dias na frente da escola onde trabalho, um aluno estava comentando que um professor os estava bajulando na aula por causa do ENEM! Realmente eles tinham se saído bem e parece que ele não entendeu e ficou insatisfeito por estar sendo elogiado. Uma coisa é bajular, outra bem diferente, é reconhecer as qualidades do outro e elogiá-lo com ternura. Mas o que parece é que nem de ser acarinhada, reconhecida ou elogiada, as pessoas estão gostando de ser! É como se se sentissem agredidas ao receberem um gesto de ternura.
Che Guevara, um revolucionário que lutava para que a justiça social fosse estabelecida, um seguidor do filósofo-economista Karl Marx, em toda a sua trajetória nunca fugiu da luta até o dia em que foi pego em emboscada, sempre dizia do alto de sua bravura e ânsia comunista: "hay que endurecerse pero sin perder la ternura jamás". Ele queira dizer que é preciso endurecer com a injustiça, com a corrupção, com a miséria, porém sem jamais perder a ternura uns com os outros. Por mais que se faça caminhadas contra a violência, se não tratar o outro no dia-a-dia com disposição para sentimentos suaves, dificilmente teremos uma sociedade menos violenta, pois ela está começando dentro de casa. Gestos de carinho, afeição, palavras de incentivo e elogios tornam o lar mais leve. Basta a dureza da vida! Quem está próximo precisa ser olhado com acolhimento e doçura, só assim nos tornaremos melhores, pois haverá vontade para o cultivo da ternura mútua! Um beijo no coração.

sábado, 8 de outubro de 2011

Steve Jobs, inteligência sem egoísmo!


Conversando sobre a morte de Steve Jobs esses dias, pude perceber que não perdemos apenas o criador do IPad, IPod, IPhone... mais um homem de inteligencia impar e que além de tudo quis que suas invenções chegassem às mãos de todas as pessoas que não tinham muito recurso para obter um computador nos moldes dos anos 1970 ou 1980. Particularmente eu tinha uma admiração especial por ele. Toda vez que ouvia seu nome em algum noticiário eu parava para escutar mais atentamente qual era a invenção da vez, ou o que ele tinha pra falar. A sua genialidade não complicava as coisas. Muito pelo contrário! O que me faz falar desse homem admirável é ver que mesmo não tendo um curso superior, falava para universidades importantes nos Estados Unidos e na Europa. A cada dia vamos tendo a certeza de que sabedoria e genialidade não se aprende num banco de escola. Não estou fazendo apologia a não buscar o conhecimento formal, mais esse exemplo precisa fazer com que os educadores parem pra pensar como está sendo e o que se está ensinando na escola! Rubem Alves já aponta pra isso em seu livros e vez ou outra nos deparamos com essa verdade. Steve Jobs se foi com pouco mais de cinquenta anos, mas conseguiu escrever seu nome na história mundial de maneira brilhante. Era considerado nerd na sua juventude, mais não se importava com isso. Hoje é bonito ser nerd, mas na época dele, não. Talvez sem a sua existência a tecnologia hoje seria menos acessível, pois seu ser revolucionário permitiu que até uma menino de periferia ou de comunidade rural tenham acesso ao computador mesmo que numa lan house. Que clamemos ao Senhor o nascimento de outros Steve Jobs, dispostos a colocar sua inteligencia para a popularização de outros bens que são apenas privilégios de poucos.
Um beijo no coração.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Amizade X Redes Sociais


Amar de verdade é tão difícil numa sociedade que hoje prioriza a superficialidade das redes sociais! O que mais me impressiona é a rapidez do amor, ou uma efusividade que na realidade não existe! Ou ainda, o que é pior, são pessoas que nos adicionam e nunca mandam um recado, levando-nos a nos perguntar o que o motivou a add. Faço parte de duas redes sociais e vez ou outra recebo solicitação de amizade de pessoas que nunca vi na vida. Não é que eu seja fechada a novas amizades, mais também sou meio mineira com pessoas desconhecidas. E acredito que rede social é um meio de continuar uma relação já existente.
Mas uma das coisas que me incomoda mesmo é quando querem interferir em namoros ou casamentos, através de recados de pessoas maldosas que querem dar a entender que existe algo, só para interferir ou desestabilizar esses relacionamentos. Conheço pessoas que terminaram suas relações que se fragilizaram por causa de redes sociais. Mas existem outras, que por verem esses exemplos, se vacinaram e não se deixam atingir. No Brasil todas as redes sociais, sobretudo as que expõe a vida por meio de fotos e outras informações, fazem mais sucesso que em qualquer lugar do mundo. Por que será? rsrsrsrs. O ser humano é um ser de relações e isso é algo de uma naturalidade incomensurável. Não é necessário forçar essa realidade, pois essas redes vieram reforçar isso. Não precisamos fazer de nossas redes um canal de violência, de divisão ou até mesmo uma arma, mais ser instrumento de união, utilizando-as com amor cultivando algo que é tão sublime e criado por Deus de forma verdadeira e profunda: a amizade. Um beijo no coração.

sábado, 24 de setembro de 2011

Primavera!!!!!!!!!!


Aprendi ao longo de minha vida que a primavera é um tempo de renovação! Nasci duas semana depois da chegada da primavera e amo ter vindo ao mundo nessa estação! Na Europa e América do Norte, se vê com mais nitidez o término do inverno, porque o gelo se derrete e as flores começam a desabrochar, revelando um momento de beleza maravilhosa, em que as cores das flores deixam o que era cinza, cheio de vida e de alegria! É com essa realidade que somos convidados a trazer para nossa vida a primavera enquanto um tempo de poesia, novidades, beleza, esperança e revelações, pois viver sem poesia é como viver sem música. Frei Beto em um de seus livros diz que "o ser humano tem fome de pão e de beleza." Não se pode viver só com um ou outro, mas com os dois, pois se nosso corpo necessita se alimentar, nossa alma também traz essa necessidade! E Deus em sua maravilhosa sabedoria nos presenteou com as flores. Acho tão grosseiro quando algumas pessoas dizem. "Ah! Não vou dar flor de presente, porque não se come flor e elas poucos dias depois morrem!" Assim como palavras ferem mais que uma surra, a beleza da flor como presente, muitas vezes, alimenta mais que comida! Pois sacia a fome de amor, de afabilidade, de carinho! E nosso mundo está tão carente desses gestos! Que aprendamos com a delicadeza das flores a sermos melhores, mais vívidos, mais sorridentes, mais esperançosos acolhendo as maravilhosas novidades reservadas para nós! Um beijo no coração!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Vivendo em Comunidade!


Uma das coisas que mais se encontram por aí são pessoas mau humoradas! Outro dia eu expus aqui no blog a respeito do sorriso que aproxima. Ao contrário, a falta de humor afasta, isola, cria contenda. Fiquei embasbacada, hoje, com a notícia do número de pessoas que tem problemas com vizinhos e da polícia acionada para resolver esse tipo de problema. Ou seja, o ser humano ao invés de evoluir, tem regredido no seu convívio social. Infelizmente a intolerância está atravessando as paredes da própria casa. Não existe somente a intolerância com o cônjuge, mais isso está se tornando uma constante entre as pessoas. O mais impressionante é que à medida que cresce o poder de consumo, além do egoísmo e individualismo, a intolerância tem tomado proporções imensuráveis.
Aprendi na minha casa, com minha família que é preciso viver bem com os vizinhos, porque podemos precisar deles a qualquer momento. Cresci em cidade pequena, onde os vizinhos quando acabava em casa algum item de alimentação, ou algum tempero, não se envergonhava de bater na porta do outro para sanar as suas necessidades mais urgentes. Quando fazia alguma comida diferente la em casa, ou na deles, logo se lembrava do vizinho amigo, e lá ia uma vasilhinha com a iguaria para fazer um mimo. Isso fazia crescer os laços e se tornavam amizades sólidas, onde todos participavam das dores e alegrias uns dos outros.
Seria tão bom que o amor fizesse parte da nossa existência, pois só consegue semear paz, um coração que ama. E isso não é romantismo é Palavra de Deus que pode ser vivida, inclusive, entre vizinhos! Um beijo no coração.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Extremos que geram desconfianças!



Tenho medo dos extremos! Passeando por alguns perfis em redes sociais, costumamos ver pessoas que se definem extremamente isso, extremamente aquilo! Outro dia um amigo me falou que normalmente ele encontra pessoas que se denominam extremamente inteligentes, maravilhosos palestrantes, etc. Em sites de relacionamentos, da mesma forma, alguns se definem "extremamente carinhosos, românticos, atenciosos"... E eu me pergunto: por que esses "extremamentes" não são solicitados, estão sempre sozinhos, ou até mesmo, não são os mais requisitados para determinados afazeres, sobretudo, dos quais eles são extremamente bons? As extremidades sempre são exageradas, ou para mais, ou para menos. Ou são muito quentes, ou frios demais! Não é verdade?
O que quero dizer com esse pensamento é que, quem na realidade é bom no que faz e no que é, não precisa se expor com extremidades, pois o próprio Senhor diz que "quem se humilha será exaltado". Quando se é bom nas coisas que realiza o reconhecimento vem de fora. No momento em que se quer falar de si mesmo(a) de maneira séria, dizer-se com exageros, soa meio duvidoso. Ao invés de suscitar curiosidade, gera desconfiança e as pessoas começam a se perguntar: será que é mesmo? Uma coisa é estar entre amigos e, brincando, você falar demasiadamente de qualidades que julga ter. Para conquistar credibilidade é importante cultivar a humildade diante de si e dos outros, para que a própria luz possa brilhar diante de todos, pois isso se tornará inevitável.
Um beijo no coração.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Ciúmes, um sentimento que não constrói


Quantas pessoas você conhece que diz não ser ciumenta? Dificilmente encontramos, de verdade, esse tipo de pessoa corriqueiramente, pois a maioria trás em seu coração esse sentimento que mais destrói relacionamentos, do que os constroem! Outro dia vi alguém dizendo que, não adianta ser ciumento, pois isso não vai fazer o outro me amar mais". Foi uma das frases mais coerentes que já ouvi alguém falar sobre o ciúme.
Tenho experimentado de perto essa realidade com a filha de uma amiga minha que acabou de ter um bebê e sua irmã está com ciúme das pessoas em relação a ela. É como se ela não quisesse partilhar sua irmã com mais ninguém! Só que a criança está em processo de formação em todas as suas dimensões e aceitamos isso de forma tranquila. Até porque para ela, sua irmã, assim como seu pai e sua mãe, são apenas dela. É como se eles (pai e mãe) só começassem a existir a partir de seu nascimento. Mas quando ela crescer, vai perceber que as coisas não eram bem assim! Com as relações permeadas por ciúmes as coisas acontecem de maneira semelhante! As pessoas não observam que antes dela existir na vida do outro, há uma história, família e amigos. O amado não começou a existir a partir da chegada da amada e vice-versa! Por isso não é possível existir tranquilidade numa relação assim! Ter medo de perder o outro, expressando pelo ciúme, além de insegurança, é imaturidade! Pois quando a relação vai sendo construída passo-a-passo, o amor desabrochando, a confiança vai se consolidando e, sem dúvida nenhuma, vai amadurecendo, não havendo lugar para situações constrangedoras, muito menos para o ciúme, que muitas das vezes constrange!Além de tudo o ciúme exacerbado, fere as relações e os corações envolvidos, seja em que esfera for! Na Palavra do Senhor, encontramos em I Coríntios 13 uma aula de como viver o amor! Que possamos aprender de Deus como amar verdadeiramente, com inteireza e maturidade. Um beijo no coração!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Acidez nos relacionamentos!


Uma das coisas que mais tem me chamado a atenção nos últimos tempos é a aspereza com que as pessoas tratam umas às outras, sobretudo se essa pessoa é próxima! Parece que por ser amada, ela se acha tão à vontade que se sente na liberdade de tratar o outro como se fosse qualquer coisa! E o mais interessante, é que algumas pessoas já vivem isso desde o início de sua adolescência e vai crescendo assim! É como se, ao se tornar adulto fisiologicamente continuasse, emocionalmente, adolescente! Achando-se no direito de não valorizar a pessoa que ama, irritar-se com mais facilidade, só porque é amado, ter sempre uma palavra de desencorajamento, ou seja, poe sempre pra baixo, por mais que o outro faça coisas maravilhosas e seja inteligente. Nunca tem uma palavra de incentivo! Parece que tem sempre um Dr. House dentro de si! É tão triste ser testemunha disso! Por mais constrangedor que possa parecer, é uma das coisas mais recorrentes na nossa sociedade hodierna!
Aquele que ama, quer e precisa ser valorizado pelo objeto do seu amor, pois é dessa forma que ele vai querer ser melhor. Uma coisa é um(a) adolescente estar passando por uma fase. Outra, é estender essa fase até à velhice! Passar pela fase adulta, fazendo do seu lar e da vida do outro um inferno! Isso faz com que qualquer relação tenha um grau de acidez tão desnecessário! Por mais que sejamos pessoas em construção, nossas relações precisam ser mais doces. Não tenho o direito de tratar o outro como se fosse qualquer coisa, independente do grau de parentesco ou proximidade que haja entre nós. Senão corro o risco de chorar mais que o necessário sobre o caixão de quem amo, por não tê-lo tratado como merecia em vida! Reflitamos profundamente nessa realidade!
Um beijo no coração.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O Poder da superação!


Esses dias tive uma experiência maravilhosa em ver um rapaz que ao nascer teve paralisia cerebral por ter entrado líquido amniótico e ficar sem respirar por um tempo. O que mais me impressionou foi ver a alegria de viver e de falar de sua vida com Deus e não colocar limites para ir onde quer que for levar seu testemunho e, sobretudo a Palavra! Fiquei muito impressionada!! Observa-se nitidamente que ele se supera todos os dias, estuda, tem um português muito bom, quando tropeça em uma palavra, se corrige e é extremamente sorridente. Uma pessoa apaixonante!!! Nessa história o que pude tirar como lição foi que, Deus nos dá a possibilidade de superar tudo o que possa acontecer de ruim em nossa vida! Seja físico, espiritual, emocional, afetivo, sempre há uma chance para que superemos as debilidades que a vida coloca em nosso caminho. As feridas, as dificuldades, os limites não são apresentados para ficar sendo alisados, mais para que sejam ultrapassados e removidos. Não dá para ficar de melindres, pois a vida é uma só! Sei que não é fácil passar por momentos dolorosos na vida. É preciso coragem para enfrentar e superar. Jonathan me ensinou muito com a sua presença profética. Que você tenha a felicidade de ver o Rosto de Deus ao longo do seu caminhar, pois tenho visto algumas vezes! Um beijo no coração

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

A quantas anda meu egoísmo?


Tenho o hábito de observar às pessoas que me rodeiam, sejam elas conhecidas ou não! Mas tenho uma predileção por exercitar esse hábito com os desconhecidos, pois, por não me conhecerem e, na concepção deles eu ser mais uma na multidão, ficam à vontade. Só que nessa observação, hoje pude perceber o quanto encontramos pessoas egoístas ao longo do caminho! Nos deparamos a todo momento com o egoísmo, acredito que, até dentro de nós mesmos! Existe o desejo do altruísmo, mas na realidade a busca principal, é pelo ego que grita dentro de nós! E nos esforçamos para atendê-lo, porque achamos que seremos mais felizes assim. Na realidade o sentimento que vem quando há o atendimento ao ego, é a frustração, mesmo que haja um bem estar momentâneo. Porque realmente sofremos ao ver um outro padecendo, mas, na maioria da vezes, fazemos e agimos como se o sofrimento alheio não existisse.
O mais bonito é que Deus coloca em nosso coração alguns lampejos de desprendimento, e mesmo tendo que brigar com o ego a vida inteira, há o desejo de superá-lo. E essa realidade vai me levando na direção daqueles que necessitam de mim, seja em que dimensão for! E vez ou outra me vejo vencendo a mim mesma, ou seja, meu egoísmo, pois é de suma importância viver essa realidade pra mim que me denomino seguidora do Senhor!
Um beijo no coração!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

A aproximação pelo sorriso


Não há nada que faça uma pessoa se sentir mais à vontade quando chega na vida de outra do que o sorriso! É algo que faz um forasteiro se sentir em casa, quando não conhece ninguém e está se sentindo um peixe fora d'água no lugar onde ainda é um novato. O sorriso ilumina o rosto de quem o dá e alegra a vida de quem o recebe. É algo próprio do coração que ama, ou se propõe a amar! Não é a ausência de problemas que faz uma pessoa sorridente. Mas o desejo de colocar em prática uma das características mais lindas de Deus: o acolhimento!
Esses dias, vindo do meu trabalho, em dois momentos diferentes, encontrei duas mulheres, uma mais jovem e a outra com um bebê no colo e não conhecia nenhuma delas, mas que ao me olhar tive o ímpeto de sorrir, sendo retribuída pelas duas e estabelecendo-se uma comunicação apenas dessa forma. Não sei se ainda as verei novamente, mais de uma coisa eu tenho certeza: o sorriso faz com que nos comuniquemos, sem dizer uma palavra. E interessante perceber reclamações de pessoas que vão a determinadas regiões de nosso país e voltam reclamando que naquela região as pessoas são frias e essa frieza é percebida, justamente, porque elas são menos sorridentes, principalmente com os "estranhos"! Assim como o abraço, o sorriso aquece o coração, quebra gelos e derruba muros. É necessário que eu aprenda isso todos os dias para não ver meu semelhante como estranho, mas o leve a conhecer Àquele de quem Ele me quer mais próximo!
Um beijo no coração!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

A Solidão, como fonte de alegria!


Hoje quero falar sobre a solidão, que muitas vezes é olhada e taxada como sinônimo de infelicidade, de frustração. Parece que a pessoa que está só, apenas circunstancialmente, está doente ou é vista como um ser do outro mundo. E não percebem que pode-se aprender muito enquanto se vive esta condição. Ao viver sozinho, uma das melhores coisa que se pode fazer, é aprender a conviver consigo mesmo, a fazer silêncio, a buscar o equilíbrio, a valorizar as companhias, sejam de amizades ou de amores e isso tudo é um passaporte para a plenitude do ser. Necessariamente, não se precisa ser infeliz por viver a solidão. Mais é importante também salientar que, uma coisa é estar só, outra coisa é ser só. O estar só não me permite viver isolado, deprimido, amargo, rancoroso, de mal com a vida e com o mundo. Essas são características próprias de quem é só. Pode até parecer paradoxal, mas é saudável cultivar uma solidão Acompanhada, pois é dessa maneira que a pessoa é formada para viver com alguém ou em comunidade. Pra quem é solteiro, aproveitemos esse momento de solidão para percebermos quais os vícios que precisam ser descartados e, nos tornemos pessoas inteiras e melhores. Se casados, busquemos nos olhar intimamente em momentos de solidão para melhorar o nosso relacionamento com o ser amado. Jesus buscava a solidão para escutar o Pai. E se eu me denomino cristã, é imprescindível que eu imite o meu Mestre. Um beijo no coração!


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Batom, o amigo do sorriso feminino!


Se há um produto que eu não consigo viver sem, é o batom!
Sejam os mais discretos para o dia-a-dia ou vibrantes para momentos mais festivos, sempre tem seu lugar para deixar o nosso sorriso mais bonito. Interessante é que existem cores atemporais, como o vermelho e o cor de boca que nunca saem de moda, mesmo que em alguns momentos estejam menos em evidência. A moda pode sazonalmente apresentar tendências que se tornam febre, mas as cores mais clássicas já tomaram seu lugar no coração de muitas mulheres.
O batom existe desde a Grécia Antiga, só que uma lei não permitia que as mulheres o usassem antes de se casarem. Na Espanha, no século VI, as que usavam batom, eram as mulheres menos nobres, pois só a elas eram permitido usar. Alguns séculos mais tarde, pintar a boca era hábito de mulheres mal intencionadas e em 1770 o parlamento inglês proibiu o uso de pintura nos lábios, pois achavam que isso era feito para seduzir e manipular os homens. Somente no século XIX o batom tornou-se popular e no início do século XX foi vendido na França como um pequeno tubo, fazendo um enorme sucesso. Mas foi em 1930, que ao ser inserido no mercado americano, o batom ganhou o mundo.
Hoje as mulheres, pelo menos a maioria, não vive sem um batom(eu sou uma delas). As mais discretas sempre tem um gloss, pois ele não é apenas para enfeitar, mais também para proteger os lábios. E a indústria dos cosméticos, que não é boba nem nada, investe sempre mais em tecnologia para que a cada dia nos sintamos mais protegidas e nosso sorriso esteja a salvo.
Um beijo no coração!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Dia do solteiro!! Que novidade!!


Hoje é dia do solteiro! Quem está nessa condição pode até comemorar! Acho tão interessante nos dias atuais as pessoas comemorarem por estarem solteiras, quando, até bem pouco tempo , viver nessa situação era estar encalhado ou encalhada. A conectividade, a tecnologia e tudo que é oferecido aos solteiros os deixam numa determinada zona de conforto, porque nos dá uma sensação de prazer. Sinceramente não acredito que as redes sociais nos faz ter milhões de amigos. Amigos de verdade são os que nos conhecem de fato, sabem o que gostamos, o que estamos fazendo, não como algo bisbilhotado, mas como alguém que participa de maneira real da nossa vida, que partilha, que come junto, que divide a mesa. Outra coisa que nesse dia se celebra é a falta de compromisso. Existem outras prioridades na vida dos solteiros. Acho isso extremamente necessário pra quem está acabando de se formar. E nada melhor do que ver as perspectivas que a profissão escolhida lhe reserva. Mas passeando por alguns sites pra ver o que as pessoas pensam sobre esse dia, algumas disseram que no futuro pretendem ter um amor. Por mais que se queira experimentar o que o mundo oferece, como viagens, morar só e tantas coisas e possibilidades prazerosas, ninguém, por mais bem resolvido que seja, quer terminar seus dias sem uma costela pra tocar no meio da noite, ou um pé pra ser esquentado em dias frios. Estar solteiro não é de todo ruim, mas quando se pensa que a vida pode ser longa, se deseja alguém pra dividir a vida. Além do mais, viver a vida inteira sem compromisso, nos torna descomprometidos com a própria vida. E isso ao invés de fazer bem, deforma!
Um beijo no coração.

sábado, 13 de agosto de 2011

Um inverno sem gripe com Vitamina C!


Tenho encontrado muitas pessoas que não tem conseguido ficar imunes a esse tempo de Vitória da Conquista, sujeito a tanta oscilação. E não é só aqui, pois ao ver as previsões meteorológicas alguns lugares no Brasil tem passado por essa realidade. Dias quentes e noites frias, ou ainda, dias e noites com garoa e, no dia seguinte o sol nasce radiante com um céu azul , lindo, sem uma nuvem! Mas o organismo dá a sua resposta fazendo com que a gripe se instale sem nenhuma cerimônia. Qual a minha dica para que você não sucumba à essa situação chata que é ficar resfriado cada vez que o tempo resolve mudar? Vitamina C. Todos os dias pela manhã, antes de qualquer refeição tomar um comprimido de vitamina C, faz um bem sem medida ao sistema imunológico. Faz tempo que não sou acometida por uma gripe desde que adotei esse costume. Pra mim é um alívio, pois tanto no verão, quanto no inverno, ficava gripada várias vezes. Isso vale porque, na alimentação por mais saudável que seja, geralmente não conseguimos ingerir a quantidade de vitaminas necessárias para o nosso organismo, então é preciso adotar um suplemento vitamínico.
Mais se você gosta muito de laranja, como é o meu caso, pode comer pelo menos duas por dia (eu não chupo laranja, eu como rsrsrs), ou ainda tomar suco de acerola, também de preferência todos os dias, alternando com outras frutas, é claro, pra não enjoar, que fará o mesmo efeito. Experimente, tente, faça o seu inverno ou o seu verão diferente rsrsrs. Um beijo no coração.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Os Semelhantes se atraem!!!


Tem uma música do Teatro Mágico que diz que "os opostos se distraem". Por que estou falando isso? Pensando sobre relacionamentos e quais são os mais bem sucedidos, é perceptível, de longe, que não são pessoas com personalidades diferentes que alimentam a perspectiva de envelhecerem juntas. Mas, as que trazem similaridades sejam nas coisas que acreditam, como religião, ideologias, política, seja no que for, é preciso conformidade dos que querem viver uma vida em comum! Particularmente nunca acreditei nessa onda de oposto se atrair! Não existe liga entre um ímã e uma vasilha de plástico! Não há química que consiga que água e óleo se misturem. Como é que na vida pessoas que falam linguagens diferentes, se entenderiam? Tenho amizades com vários casais e, em nenhum deles observo divergências das coisas que foram faladas aqui. Muito pelo contrário!
Essa frase me dá arrepio! "Os opostos se atraem!" Não creio nisso nem que algum filósofo famoso ressuscite com seus argumentos mais elaborados para me convencer. Os opostos se distraem e se destoem! kkkkkkk. Com isso, não estou dizendo que, se há pensamentos, ideologias, etc, semelhantes, não há discordância no dia-a-dia. Pense comigo: se homem e mulher já são diferentes na sua constituição fisiológica, emocional, psicológica, nasceram em famílias diferentes e foram criados de forma, também, diferentes, então já é muita coisa diferente pra se conviver, não concorda?. E é justamente esse aparato de coisas que fazem com que cada um tenha reações diversas no cotidiano da convivência.
Os filmes hollywoodianos querem nos convencer de que há perfeição entre pessoas diferentes. Mais é preciso que tenhamos consciência de que, essas coisas só dão certo em filmes e novelas. A realidade é outra! Muito mais elaborada e trabalhosa.
A Palavra diz que Deus fez o Homem (Mulher) à sua imagem e semelhança. Quando pecou perdeu a amizade de Deus. Ou seja se tornou diferente! E para manter a comunhão com o Senhor é necessário buscar todos os dias essa semelhança. Na busca do amor humano não pode ser diferente.
Um beijo no coração.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

E esse amor é azul, como o mar azul...


Uma cor que sempre me fascinou desde criança é o azul. Teve um tempo que até enjoei porque só tinha olhos pra comprar roupas dessa cor, então desencanei e comecei a mudar um pouco. Mas volta e meia me deparo com ele novamente! E o mais interessante é que são as suas várias tonalidades que me chamam a atenção. Mais é bom dar uma olhadinha em como surgiu essa cor que nos trás paz e tranquilidade seja em que tonalidade for. Na Idade Média, o azul era difícil de ser obtido. Os egípcios conheciam um pigmento dessa cor há mais de 5 mil anos. Mas ele era misturado ao pigmento de uma pedra semipreciosa, o lápis-lazúli. Foi a dificuldade para chegar ao tom que fez com que os romanos durante a Antiguidade o associassem aos bárbaros; até ter os olhos claros era sinônimo de barbárie. Ainda na Idade Média, o vermelho era a cor da nobreza, enquanto o azul era dos servos. Os tecidos eram tingidos de azul com o pigmento extraído de uma planta chamada ísatis, ou pastel-de-tintureiro. Para conseguir a tinta, era necessário deixar a planta fermentando em... xixi humano kkkk. Com o tempo, perceberam que o álcool acelerava o processo – por isso, tintureiros ingeriam bebidas alcoólicas com a desculpa de que o xixi já sairia rico em álcool. A expressão em alemão blau werden, literalmente traduzida como “ficar azul”, significa na Alemanha “ficar bêbado”. No século 6, a técnica para a obtenção do pigmento chamado azul-ultramar, feita com o lápis-lazúli, ganhou a Europa – a pedra, no entanto, chegou a custar mais que o ouro. O pigmento azul-da-prússia foi descoberto acidentalmente na Alemanha, numa experiência sobre oxidação do ferro, em 1704. Custava um décimo do preço da tinta feita a partir do lápis-lazúli e fez sucesso entre os pintores da época. De lá para cá, a indústria química evoluiu e possibilitou a obtenção de centenas de pigmentos mais baratos. Isso foi um fator crucial para o surgimento, no século 19, do impressionismo de artistas como Monet, que davam grande valor à cor. Retornando ao nossos tempos, num desses verões passados, essa cor ficou em alta e nesse inverno foi muito visto, sobretudo, nos tons mais escuros e em blusas e vestidos com brilhos discretos. No verão 2011 o azul ainda estará em cena nas sapatilhas, bolsas, chapéus, em espadrile (sapato com salto anabela de corda) ou mesmo scarpins. Que possamos usar e abusar dessa cor maravilhosa que tem uma história tão nobre, não é mesmo?
Um beijo no coração.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Ser feliz! Simples assim!


Uma das coisas que mais ouço as pessoas dizerem que anseiam encontrar na vida é a felicidade! Então me pergunto, por que existe este pensamento de que vai se encontrar a felicidade na esquina, ou sobre a responsabilidade de alguém? Cada um é responsável em buscar ser feliz assumindo toda e qualquer consequência que esse ato lhe impõe . Concordo plenamente que cada um precisa de alguém pra partilhar a vida, amar e ser amado, pois Deus deixou o amor humano para que a vida seja menos pesada, mais prazerosa e um seja a alegria do outro ao longo do tempo que lhes for permitido ficar juntos. Mas infelizmente não é o que se vê por aí! Normalmente o que é dito é: quero alguém que me faça feliz, e não, quero fazer alguém feliz! À medida que não só a frase, mais o empenho, o sentimento e a desejo visceral fizerem parte dos corações desejosos de uma companhia, forem contrárias à primeira frase, o sabor das relações serão bem mais aprazíveis. A felicidade não é ausência de problemas ou de dores, mas um estado de espírito. Assim como o amor, ser feliz é uma atitude diante da vida, uma opção. É claro que há dias mais pesados que outros. Mais não é isso que me faz uma pessoa infeliz! Um dia ou outro o meu sorriso está meio amarelado! Mais ainda assim continuo sendo feliz, porque fiz essa opção para viver até o último de meus dias. Ser feliz é ser simples. Pude ver isso nitidamente quando precisei ir a algumas comunidades rurais e ver pessoas extremamente simples e, do ponto de vista econômico, muito limitadas, mais de uma felicidade lindamente contagiante. E eu me perguntava: nossa como pode, essas pessoas serem felizes com tão pouco? Não estou aqui dizendo que quem tem muito, não é feliz. Só que não é a limitação de bens ou a abundância deles, que condicionam a felicidade e sim, o ato de querer e de ser feliz. As quinquilharias que impedem a minha busca se encontram, muitas vezes, no meu coração. E a atitude primeira, então, deve ser o me despir de mim mesmo(a), além é claro, de jogar fora todas essas quinquilharias e tomar as rédeas da felicidade que Deus me propõe a viver. Pois não há ninguém no mundo que queira tanto a minha felicidade como o Senhor. Que Deus o(a) faça feliz.
Um beijo no coração.

domingo, 7 de agosto de 2011

A Primavera com cores ensolaradas!!


Mês que vem a primavera, mais uma vez, dará o ar de sua graça e as estampas estarão naturalmente em alta. Mais é interessante ver que já tem muita gente por aí usando e abusando das estampas com fundo amarelo ouro que, particularmente, me encantou, sobretudo, no vestido que Paola Oliveira usou essa semana num evento de cosméticos e também, da apresentadora do mosaico baiano dessa semana. O de Paola é mais clássico com um corte elaborado e bem ajustado ao corpo. Já o da apresentadora, era comprido e esportivo, mas com o mesmo tom de amarelo do vestido da atriz. Gosto muito do amarelo e do branco, pois valorizam bastante o tom da minha pele. Acho que por esse motivo fiquei tão fascinada e me chamou tanto a atenção essa peças tão belas que pude ver do decorrer da semana. Ahh!!! A primavera!!!
Um beijo no coração

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Qual é a sua prioridade?


Pensar no que é prioritário no nosso dia-a-dia é fundamentalmente importante para que se possa colocar ordem nos afazeres que precisam acontecer e, ao final possamos dormir com o sentimento de dever cumprido, certo? Errado! Às vezes diminuímos à altura do simplismo as coisas com significados muito mais profundos. Estabelecer prioridades em nossas vidas, vai além da organização do dia de trabalho ou de estudo. Eleger o prioritário é encontrar o caminho da felicidade! Geralmente damos nomes a realidades que na verdade, têm outros e isso nos leva por caminhos errantes nos fazendo chegar a lugares que nem tínhamos planejado ir. Escolher ter alguma coisa como prioridade, significa querer que algo ou alguém tenha o primeiro lugar em nossa vida. E se esse alguém tiver a primeira letra maiúscula, aí a felicidade é certa. Tem uma passagem na Palavra em que Jesus oferece a uma mulher uma água que ela nunca tinha bebido antes. Em resposta, ela assume deixar o cântaro da água efêmera de lado e, ter a água que mataria a sua sede de vida, de valorização, de dignidade, de amor como prioridade.
Escolher como prioridade ser feliz é o maior projeto que se pode estabelecer na vida; mas para que isso aconteça é necessário deixar o cântaro cheio de materiais desnecessários e que, sem dúvida, sabemos exatamente quais são.
Um bjo no coração.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Petit Pois(Poá), as bolinhas que encantam!




A moda é impressionante em suas idas e vindas. Quando estudamos história, mesmo no curso de geografia, nos é ensinado que a história não é algo linear, mas cíclica! Na moda não é diferente. Quem teve a felicidade de ter sua infância nos anos 80, sabe exatamente que houve fortemente essa moda. Minha mãe mesmo fez algumas saias pra mim e minha irmã de babados com bolinhas. Pra completar, os babados eram coloridos com bolinhas brancas rsrs. Mesmo tendo sido hit nos anos oitenta, essa tendência vem lá dos anos cinquenta, tendo como origem a Europa e, as palavras significam pequenas bolinhas, pois fazem parte do vocabulário francês. Na próxima estação, ela não ficará restrita apenas às roupas, mais enfeitará também os acessórios, como bolsas, sapatos, sapatilhas, meias calças e lingeries. Espero que você também se renda a essa linda e fofa tendência, pois, principalmente as de fundo preto com bolinhas brancas, ficam maravilhosas se usado com bom senso.
Um bjo no coração.


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O abraço que traz a cura!


Esses dias estava ouvindo falar sobre a importância do abraço na vida afetiva das pessoas e de quanto isso pode influenciar no dia-a-dia delas. Atualmente, uma das coisas que mais observo é o cultivo do distanciamento das pessoas. É como se elas estivessem se protegendo umas das outras o tempo todo. Abraçar é acolher e se sentir acolhido. Particularmente tenho uma predileção especial pelo abraço. Digo isso, porque gosto de gente! E quando se gosta de gente, o abraço é inevitável. No exercício de minha profissão, não costumo cultivar distância. E percebo que não é a proximidade do aluno que torna-o propenso a me desrespeitar, mas o contrário. Achei tão interessante essa semana quando alguns deles encontraram no abraço uma forma de me agradecer a aprovação na avaliação que fizemos! Uma das cosias de que muitos adolescentes sentem falta é de serem abraçados com pureza, com afeto e na valorização do que eles são de fato.
Um colega esses dias me disse que, uma certa feita, se aproximou de uma amiga que não se deixava tocar e ele lhe pediu um abraço. Antes de abraçá-la, fez uma pequena oração e em seguida, após o abraço, ela era toda lágrimas! Isso me impressionou porque vejo que há uma necessidade de cultivo da sensibilidade em nossos corações. Mas vejo também que, só consegue quebrar as barreiras quem não é melindroso. À medida que meus melindres vão sendo superados, me torno mais sensível às dores do outro e nem me importo se tenho que pedir um abraço ou oferecê-lo. O abraço verdadeiro nos remete ao útero que é o lugar mais acolhedor que todo ser humano já teve a experiencia de viver, por isso nos faz tão bem! Que aceitemos o convite de nos tornamos acolhedores com todo o nosso ser, para sermos instrumentos do verdadeiro AMOR.
Um beijo no coração.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Sapato boneca, não há nada mais feminino!



Estou encantada com esse sapato! Acho a coisa mais linda! Vi outro dia um na farm aqui em Conquista e não me saiu da cabeça aquele modelo com um lacinho de couro do lado, um encanto! Até as calças boyfriend ou bermudas do mesmo estilo ficam extremamente femininos com esse sapato com cara de menininha! Ele pode ser usado com vestidos e saias, para as mais românticas, como eu. Só que tem os altos, tipo scarpin, acredito feito pra mulheres que não abrem mão de um salto alto de maneira alguma. Mas o charme dele está justamente quando o salto é mais baixinho. Não que os altos não sejam bonitos, mas com o salto largo e baixo como os e Marcela da falecida novela tititi, são mais estilosos, além de ser atemporal. Esse sapato é maravilhoso para ser usado no dia-a-dia, pois seu conforto permite que, além de elegante, você se sinta bonita durante o dia inteiro sem dores nos pés. E, aqui pra nós: nada pior do que sentir dores nos pés seja em que situação for; numa festa ou no trabalho, não é mesmo?
Estão vai uma dica: Tem cada um lindo e que pode ser comprado pela internet.
Um bjo no coração.


sábado, 30 de julho de 2011

A Honestidade que ilumina!!!


Esses dias estava meditando sobre a honestidade! Cheguei a conclusões interessantíssimas e que procedem de uma forma impressionante! Para mim a honestidade vai além do não se apropriar das coisas alheias. Posso explicar! Ela está presente em várias dimensões de nossa vida! Mas você deve estar se perguntando: por que Tânia você elaborou esse pensamento? Porque comecei a observar algumas pessoas que se acham honestas pelo simples fato de não afanar, roubar, como queira, as coisas que não são suas. Mas se sentem no direito em ser desonestas afetivamente, querendo fazer do outro um escravo afetivo, enganando, ludibriando, mentindo!
Hoje conversando com um colega professor de história, ele dizia que não quer continuar dando aula de geografia num cursinho da cidade, porque acha que não é algo legal ele ser de uma área e dar aula em outra. Em seguida eu disse a ele: isso é honestidade! Vez ou outra vemos nos noticiários pessoas se apropriando de profissões que não são suas para enganar outras e, apenas vemos como estelionatários, falsos profissionais, etc. Na realidade o que estamos de fato, é diante de pessoas desonestas. Antes de iniciar este post, fui olhar no dicionário o que significa mesmo esta palavra e percebi que estava certa a minha linha de pensamento, pois lá está escrito que honestidade significa: qualidade de honesto, honradez, probidade, decoro, castidade, pudor, recato. Ou seja, uma pessoa honesta é recatada, honrada, tem pudor. E essas palavras nos soam como antigas, não é mesmo? A impressão que se tem, é que essa postura em relação à vida também é antiga. Então é preciso ir além, pra que se possa considerar uma pessoa honesta! E vivemos hoje numa sociedade que quer induzir à falta de honestidade em todos os sentidos; seja profissionalmente, afetivamente, na busca das facilidades, sobretudo no que diz respeito ao dinheiro. Ser honesto não fácil, também nos seus desdobramentos. Mas com certeza é compensador!!! Pra ser honesto de fato, não basta olhar para os políticos e acusá-los de ladrões, até porque fomos nós mesmos que os colocamos lá. É preciso olhar pra si e buscar ver quais são os traços de honestidade que existem dentro de mim? A que corrupções estou propenso(a) a viver? É sendo honesto comigo mesmo(a) que consigo iluminar o mundo. E esse mundo, com certeza, está bem pertinho de mim!
Um bjo no coração!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Ela já foi assim!! A versatilidade milenar das bolsas!!


Interessante como esse objeto não é só um acessório, por mais que atualmente, usemos como tal! Quando assistimos filmes antigos, podemos observar que elas já estão presentes, só que de uma forma necessária e discreta, onde os que a utilizam, fazem para carregar mantimentos, água, ferramentas para caçar ou pescar e pouco a pouco foi conquistando seu espaço. Atualmente ela é praticamente, uma necessidade, já que não conseguimos sair sem um aparato de coisas que são extremamente indispensáveis para nossa locomoção. Ou seja, entrou na vida do ser humano discretamente tornando-se inevitável não ter uma, duas ou mais, embora, muitas mulheres usem-na como acessório e por isso algumas, fazem coleção de bolsas. A bolsa está na vida do homem e da mulher desde quando eram primitivos e faziam na rocha suas pinturas rupestres. Esses povos registraram através dos desenhos seus costumes. Foram achados pinturas com imagens femininas com bolsa penduradas no braço. Os grupos pré-históricos eram nômades e se deslocavam de acordo com a necessidade de obter alimentos. Como já haviam descoberto que a pele dos animais servia para a proteção do corpo, podem ter desenvolvido também um sistema de receptáculos para carregar e proteger suas caças.
A própria Bíblia trás no livro do Profeta Isaías 3: 16 citação que fala sobre bolsa feminina onde diz: "Naquele dia tirará o Senhor os seus enfeites: os anéis seus dos artelhos, as toucas, os colares em forma de meia-lua, os brincos, os braceletes, os vestidos, os diademas, as cadeias dos artelhos, os cintos, os amuletos, as caixinhas de perfumes, os mantos, os xales, as bolsas, os espelhos, as capinhas de linho e as tiaras. Nessa época a bolsa tinha forma de saco, seu material era couro e podia ser prendido na cintura além de ter o nome de alforje; era mais ou menos no ano 750 a.C.
Então o que se vê é que, desde os tempos pré-históricos, passando pela idade antiga, a ponto de se citado em escritos bíblicos, percebe-se a importancia da bolsa na vida do homem e da mulher.
Em breve conto um pouco mais dessa história que passou por tantas transformações até chegar à diversidade dos dias atuais.
Um bjo no coração.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

No Jardim das possibilidades!


Hoje eu estava pensando nessa realidade que nos acompanha durante a nossa vida inteira e que vai nos levando por caminhos que não sabemos onde vai dar! Talvez seja minha veia filosófica que tenha aflorado. rsrsr. É muito legal e conflitante ao mesmo tempo, saber que podemos escolher ser o que quisermos. Mais o que de fato acontece é que sempre optamos pelo que achamos que nos fará felizes. Pois essa é a maior de nossas aspirações. Todas as escolhas que fazemos, seja na profissão, o lugar onde morar, a religião que optamos seguir, o amor que queremos viver, são apenas as possibilidades apresentadas para que sigamos ou não, aceitemos ou não. A consequência é a resposta das possibilidades escolhidas.
Nesses dias, com a morte de Amy Winehouse, ficamos chocados em ver uma pessoa tão jovem, com fama, dinheiro, mas infeliz, partir de uma maneira tão deprimente. Ou seja, era alguém que podia escolher a possibilidade da vida, ou da morte; mas ela preferiu morrer. Suas músicas falavam de luto e do sofrimento particular pelo qual ela passava. Mesmo assim ela optou por trilhar esse caminho. As músicas também serviam para que ela expressasse a dor que habitava seu ser. É triste? Sem dúvida! Mas vivemos as consequências de nossas escolhas! É de grande valia se olhar, pra perceber quais são os gritos de nossa alma e, apresentar a Deus para pedir a sua misericórdia, não correndo o risco de viver na superficialidade sem compreender as maravilhosas possibilidades que o Senhor nos apresenta para nos fazer felizes.
Um bjo no coração!

sábado, 23 de julho de 2011

O minimalismo e sua beleza!


A maioria das pessoas acha que roupa minimalista é se vestir de maneira despojada e com o mínimo de roupa, ou seja, curta, com rasgos como por exemplo os jeans. Na verdade a roupa minimalista significa que o menos é mais para que se seja elegante! Roupas bem cortadas, modernas e com um toque clássico. Achei o máximo, pois me descobri nessa categoria de minimalismo!rsrs. Esse tipo de roupa é próprio para pessoas que gostam de se vestir bem, porém de maneira discreta. Fazem opção pela elegância, sem com isso estar cheia de acessórios. Brincos, colares, pulseira e lenços formam a composição, sem aparecer muito. Esse tipo de roupa tem a ver com um movimento de arte, cultura e ciencia onde quem precisa aparecer é a pessoa que veste a roupa e não a própria roupa. Só que, é importante expor que o minimalismo produz objetos, idéias e expressões simples, mas com sofisticação. O minimalismo passa por várias dimensões, bem como, a pintura, a música, as artes plásticas, a literatura e, inevitavelmente a moda. Um terninho ou um tailleur podem ser consideradas roupas minimalistas. Porem não se restringe a estes. Que ao sabermos mais sobre esse tipo de roupa, a elegancia possa fazer mais parte de nosso dia-a-dia.
Um beijo no coração.








sexta-feira, 22 de julho de 2011

Amor Circunstancial!!!!


Ontem fiquei sabendo do término do namoro de um casal de amigos, que me deixou tão triste! Triste porque acredito no amor! Acredito que eles se amavam e já estavam juntos a mais de cinco anos. Perguntei à pessoa que me deu a notícia o por quê do término e, ela me disse que, por causa da distância. Ele está trabalhando em outro estado e ela está aqui na Bahia concursada a mais de três anos e não quis ir ficar com ele. Sei que cada um tem suas prioridades na vida, mais uma das coisas que mais vejo atualmente é que as pessoas não arriscam pra viver uma relação bem sucedida. Hoje o que se está em primeiro lugar pra muitas mulheres e o mais importante é ser independente, inclusive do amor! Não me importo que me chamem de uma romântica inveterada, mas acho que se o coração vai bem, as outras coisas fluem, inclusive o emprego. Nada é seguro nos dias atuais! Já dizia o filósofo-economista: Tudo que é sólido, desmancha no ar!
A única coisa que não passa é o amor verdadeiro, genuíno! O próprio Deus mostrou isso aos seus apóstolos.
Não se pode amar apenas se as circunstâncias forem favoráveis. E o que mais se tem visto é amores segundo às circunstâncias. Por isso são tão frágeis!
Que possamos olhar pra dentro de nós e ver, se realmente estamos felizes em querer apenas o que é seguro, mais aprender a arriscar nas situações mais inusitadas, onde podemos ser chamados de loucos!
Um beijo no coração.

domingo, 17 de julho de 2011

Óculos Escuros, um acessório de estilo!


Um dos meus acessórios preferidos! Além de proteger os olhos, a pele ao seu redor contra os raios UV, deixa a pessoa mais confortável em dias de sol forte, além de conferir estilo a quem o utiliza! Por isso é indispensável utilizá-lo tanto no inverno, quanto no verão. Mas é importante lembrar que não se pode apenas se importar com a estética dos óculos, mais a qualidade é fundamental, pois quem opta por utilizar óculos de sol sem procedência, cujas lentes não trazem proteção adequada, essas lentes criam grandes distorções e até doenças graves. Esses problemas podem ser, de surgimento de catarata, até outras lesões mais graves. Mas vamos ver um pouco como surgiram essas lentes tão charmosas! A primeira lente escura, não foi exatamente escura, e, sim verde e era de vidro do Imperador Nero no século I, pois por ser muito loiro e ter olhos verdes, não conseguia ver as apresentações na arena. Os, de fato escuros, nasceram na Alemanha no século XIII, só que era pesado e desconfortável. Mas no séc XVII, os franceses introduziram um novo designe que se prendia ao nariz. O modelo como conhecemos hoje, só surgiu no séc. XVII, mais as lentes de vidro só foram substituídas por acrílico ou policarbonato, nos anos 60 do século XX.
Hoje podemos ver as mais variadas cores e estilos dos mais diversos, fazendo com que cada pessoa possa se expressar, também, utilizando os óculos que mais se enquadra à sua personalidade.
Um bjo no corção.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Dia do Homem?


Para muitas pessoas ainda é uma data nova, embora uma marca de cosméticos no ano passado tenha feito bastante propaganda de seus produtos para este dia. Na verdade o Dia do Homem foi estabelecido há dez anos pelo ex-presidente russo Mikhail Gorbachev, com apoio da ONU (Organização das Nações Unidas) e outros grupos de defesa dos direitos masculinos da América do Norte, Europa, África e Ásia. Essa data tem como principal objetivo promover e melhorar os cuidados com a saúde do homem. É uma ocasião em que homens se reúnem para combater o sexismo e, ao mesmo tempo, celebrar suas conquistas e contribuições na comunidade, na família e no casamento, e na criação dos filhos.
Claro que esses motivos sublimam a data. Mais é bom colocar um pouco de doçura, num dia de homenagem a eles. Assistindo ao noticiário esses dias, uma pesquisa revelou que os homens estão mais românticos do que as mulheres. Não acredito na inversão de comportamento! Acredito sim, que os homens estão tendo mais coragem de revelar o que sempre sentiram. Só que ao longo da história eles foram obrigados a não chorar, não falar de sentimentos, não mostrar que amava. E mesmo amando, tinham que fingir, pra ser o durão da história! Mas atualmente as coisas, graças a Deus, estão mudando! Claro que existem muitas mulheres que perderam a ternura com a igualdade de direitos, com o ter que sair de casa pra trabalhar e fazem dupla jornada na maioria das vezes. Passam por grandes reveses e têm dificuldade da superação diária dos problemas existentes. Não souberam, ou não sabem que a ternura é o nosso maior bem! E infelizmente, esse é o fruto proibido dos tempos atuais e que muitas estão se deixando seduzir.
É bom saber do romantismo de um homem. Pois sendo assim, ele sabe como chegar ao coração de uma mulher. Homens românticos são mais elegantes, mesmo que em pequenos gestos. Que nós, mulheres, aprendamos a lidar com esse ser criado por Deus, forte pela natureza, mas frágil em suas particularidades. FELIZ DIA DO HOMEM!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

O Ideal nem sempre é tão bom quanto o real!!!


Vivemos numa sociedade onde em todas as coisas se busca o ideal. Na escola, o discurso é feito para o aluno ideal. Quando se está em busca de um amor, logo vem à mente um amor ideal. A mulher busca o homem ideal e o homem busca a mulher ideal. Os pais querem que seus filhos sejam filhos ideias. No trabalho, se quer um funcionário ideal; e o funcionário sonha com o chefe ideal. E ainda tem a religião, onde na Igreja, queremos que o líder seja o ideal, irmãos ideais e por aí vai.
No fundo o que existe no coração humano é o desejo de perfeição. Só que quem deseja isso é alguém com defeitos e qualidades. Em todas essas circunstâncias citadas acima, não existe o ideal. A sociedade é formada por pessoas reais. No amor eu preciso encontrar, aprender a conviver e amar uma pessoa real. Porque o outro também quer uma pessoa ideal, mas eu sou real. Precisamos reformular o nosso olhar e os nossos desejos. O pedagogo, não pode continuar a construir uma pedagogia para o aluno ideal. As pessoas precisam se convencer que é muito melhor encontrar para partilhar a vida um ser humano de carne e osso, que também está em construção.
É claro que, o Perfeito e Maravilhoso Deus colocou em nosso coração o desejo de perfeição, mas também permitiu que em nós haja o pecado. E aí é que está a pedagogia de Deus! À medida que se faz a experiencia, a busca pela perfeição parte de dentro para fora. E aí o real,vai se concretizando no fazer do caminhar, se formando e transformando no ideal.
É o desejo de perfeição que nos faz buscar alguém bonito para estar do nosso lado, pois a beleza denota perfeição! E muitas vezes nos dizemos: "Nossa, fulano é tão bonito(a) e não consegue ficar com ninguém!" Mais isso acontece porque a beleza por si mesma, não faz muita coisa. É preciso que queiramos ser melhores e isso se faz ao longo do caminho, tendo como norte a Bússola verdadeira. E o amor vencerá em nós, pessoas reais!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Os Adornos e sua função embelezadora!


O acessório é algo que faz parte de nosso dia-a-dia, independente da sua discreção ou da sua exuberância! A mulher desde a sua primeira infância, é submetida aos furos nas orelhas para receber esse adorno tão popular, mas que no passado dependia do formato para mostrar a classe social de quem o usava: os brincos. Ainda hoje eles definem essa condição, pois podem ser confeccionados com o mais puro diamante ou outra pedra preciosa ou ainda com o mais simples dos materiais sintéticos. A história dos brincos, principalmente dos candelabros, tem origem na nobreza européia do século XIX, quando peças grandiosas e exuberantes passaram a ser marca registrada dos soberanos do império, principalmente da imperatriz que inspirou a coleção da H. Stern. Eugenie era esposa de Napoleão III, uma mulher ousada que rompia com os padrões da corte francesa da época. Era uma mulher que ditava a moda. Bastava vestir algo novo para que todas as mulheres da época a seguissem. Mas há também uma ancestralidade negativa a respeito desse acessório. Os brincos serviam para marcar as pessoas, como símbolo de escravidão, pois só os escravos usavam, para definição do seu estatuto. Tanto que ele é uma derivação dos anéis que passaram a ser usados nas orelhas. Mas graças a Deus, hoje todas as mulheres, ou pelo menos a maioria, o utilizam para enfeitar seu corpo, se sentir mais bela e mais feminina!
Um beijo no seu coração

terça-feira, 12 de julho de 2011

Alma e Corpo precisam de cuidados especiais!


Às vezes temos essas perguntas que nos incomodam quando existe pouco tempo para cuidarmos bem de algo tão precioso: o nosso corpo. Mas hoje não quero falar apenas dos cuidados com o corpo. Pois de que adianta um corpo são, num coração angustiado? Nos dias atuais, vive-se um culto à própria imagem, culto ao prazer. As pessoas querem aparecer bem, não somente no espelho para si mesmo(a), esse desejo se estende ao que os outros podem pensar dela. Não é errado querer estar bem fisicamente, ter uma alimentação saudável, fazer exercícios físicos, ter os músculos torneados. É ótimo! Mas é importante também cuidar da alma, do próprio ser, da natureza lapidada por Deus e presenteada á cada um de nós para entrar em comunhão com Ele. Aí sim, a beleza se desdobra! Um coração iluminado, ilumina aonde quer que se esteja. As pessoas querem estar perto, o olhar é vívido, palavras de consolo e sabedoria fazem parte do seu repertório sempre. E não é uma coisa forçada, ou mesmo ensaiada. Brota das profundezes da existência. Então você me pergunta: mais Tânia, como pode ser isso? E a única coisa que posso lhe responder é: Experiência de Deus! Só se pode dar água limpa, quando se busca na fonte.
Beleza e prazer são presentes de Deus ao ser humano, mais é necessário tê-los na presença do Senhor, pois quando isso acontece, a liberdade impera. O contrário, torna-nos escravos e por mais que se busque, nunca se sacia, tornando-se uma anomalia. O equilíbrio é próprio de quem busca todas as coisas na presença do Senhor, inclusive o prazer e a beleza.
Que aprendamos na Fonte a busca desse equilíbrio que Ele nos sugere, em todas as coisas!
Um bjo no seu coração